10 Lugares Interessantes Para Visitar (Acesso Gratuito)

1. MERCADO DE AGRICULTORES

O Mercado dos Lavradores, da autoria de Edmundo Tavares (1892-1983), foi inaugurado em 24 de novembro de 1940. Testemunho da arquitetura do Estado Novo, o projeto grandioso do prédio reflete o que pretendia papel de principal fornecedor de bens da cidade.

Enormes painéis de azulejos pintados com temas regionais por João Rodrigues e produzidos pela Faiança Batisttini de Maria de Portugal em 1940 adornam a fachada, a entrada principal e o mercado do peixe. No interior, o espaço organiza-se em pequenas “Praças”, “Praças”, “Ruas” e “Escadarias”, onde se comercializam todos os tipos de produtos.

Aqui você encontrará uma festa de cores, sons, cheiros e pessoas.

No dia 23 de dezembro acontece aqui o Mercado Noturno: ao longo da noite o Mercado e as ruas ao redor são invadidos por pessoas que cantam e dançam, comem e bebem de forma festiva. Durante o dia, ao redor do mercado, frutas e verduras da região ficam expostas de maneira impressionante, podendo ser feitas compras de última hora.

2. CIDADE ANTIGA DA CIDADE

A história nos diz que foi aqui que surgiu o primeiro povoado. A Cidade Velha é caracterizada por estreitas ruas de paralelepípedos e pelas fachadas de casas antigas e é considerada uma área de grande valor histórico e arquitetônico.

Em pleno centro histórico encontra-se a Capela do Corpo Santo, um dos poucos edifícios do séc. XV que subsistiram até hoje. Uma das ruas mais antigas da cidade, a Rua de Santa Maria, também fica nesta área. É sede de diversos comércios locais, como a pitoresca Fábrica de Chapéus, que funciona no mesmo local há mais de 60 anos, e a Fábrica de Botas Vilão.

Uma caminhada por esta rua de paralelepípedos levará você à bela Igreja do Socorro. No topo também há um pequeno mirante de onde se pode desfrutar de uma bela vista da cidade.

A vida noturna da Cidade Velha é atualmente uma grande atração onde a arte e o entretenimento se unem, já que as ruas da região foram transformadas pelo trabalho de artistas locais e estrangeiros (através de um projeto intitulado “Arte de Portas Abertas”). O projeto representa uma das facetas da arte e cultura urbana da cidade.

3. CATEDRAL FUNCHAL

Situada no centro da cidade, a Sé Catedral foi construída no reinado de D. Manuel e apresenta características do estilo manuelino e gótico.
A sua fachada, dividida em três painéis, apresenta um belo portal gótico no painel central, composto por silhar do Cabo Girão.

O portal gótico apresenta oito arquivoltas de arcos pontiagudos que conferem um aspecto único à entrada.
Ao longo dos anos a Sé Catedral adquiriu novas características, tornando-se um exemplo de miscigenação artística.

O forro é um exemplo notável de decoração mudéjar, em madeira de cedro da ilha, a merecer especial atenção, assim como as cadeiras do coro da capela-mor.

4. PARQUE DE SANTA CATARINA

Com uma área total de 36.000 m², o Parque de Santa Catarina oferece vistas deslumbrantes sobre a baía do Funchal e possui vários percursos pedonais. O parque oferece aos amantes da natureza muitas espécies da flora de todo o mundo e possui um lago encantador com uma pequena ilha onde nascem e vivem patos e cisnes.

Este parque tem um parque infantil e também estão expostas duas máquinas antigas que serviam para amassar uvas e asfalto de estradas, além de esculturas de personalidades conhecidas e a capela de Santa Catarina. Existe também uma sala de jogos onde as crianças, desde que acompanhadas por um adulto, podem fazer desenhos, brincar ou ler.

5. IGREJA DE SÃO JOÃO EVANGELISTA

Popularmente conhecida como College Church, esta igreja é um magnífico exemplo do estilo maneirista do século XVII.

Com um belo conjunto de retábulos em talha dourada e várias pinturas de vários séculos, é considerado um dos mais belos templos portugueses da sua época e uma das mais ricas igrejas da ilha da Madeira. Os destaques da igreja são o seu órgão imponente, os azulejos produzidos nas oficinas de Lisboa e as capelas decoradas com madeira dourada, tendo como destaque a Capela das Onze Mil Virgens.

A sua única porta de protecção contra o vento em madeira “caixa de açúcar” (caixas de acondicionamento de açúcar reaproveitadas), que se encontra no átrio, é ladeada por duas pias de água benta em forma de conchas do mar. Estátuas de Santo Inácio de Loyola, São Francisco Xavier, Santo Estanislau e São Francisco de Borgia adornam a fachada da igreja.

6. FUNCHAL MUNICIPAL JARDEN

Também conhecido como Jardim Dona Amélia em homenagem à ex-rainha de Portugal, o Jardim Municipal do Funchal está convenientemente localizado no centro da cidade, a norte da Avenida Arriaga, no local onde existia o Convento de São Francisco. O escudo do convento existe até hoje e está exposto num dos relvados. O jardim transborda de flora madeirense e de muitas outras partes do mundo. Possui uma área de 8.300 m² e possui um lago e riacho povoados por peixes e pássaros. Existem também algumas obras de arte e um auditório que serve de espaço para atividades culturais.

7. FORTE SÃO TIAGO

Para proteger a cidade do Funchal de ataques privados, em meados de 1614 teve início a construção da Fortaleza de São Tiago. A sua construção ficou a cargo do mestre construtor Jerónimo Jorge e, anos mais tarde, foi concluída pelo seu filho Bartolomeu João.

Sob a responsabilidade do Engenheiro Tossi Columbina (autor do projecto do porto do Funchal), a primeira fase das obras foi concluída no século XVII e a segunda fase em meados do século XVIII. Ao longo dos séculos, a Fortaleza terá sido ocupada para diversos fins, desde quartéis às tropas britânicas, Polícia do Exército e Lancer Squadron do Funchal. Também serviu de abrigo para as vítimas da enchente ocorrida na ilha em 1803.

8. QUINTA VIGIA

Várias pessoas importantes viveram uma vez nesta villa, incluindo em 1849 o Príncipe Russo Maximiliano, o Duque de Leuchtenberg e o genro do Czar Nicolau I. Em 1852 a Imperatriz Dona Amélia e sua filha, a Princesa Dona Maria Amélia, também falecida aqui em fevereiro de 1853 de tuberculose, mudou-se para esta villa.

Posteriormente, Nicolau Tulière habitou a quinta, seguido pelo conde Alexandre Carlos Lambert, ajudante da Imperatriz Russa, que também lhe deu o nome de 'Quinta Lambert'. Anos mais tarde, em 1903, o local João Paulo Freitas comprou a villa e mudou a sua denominação para 'Quinta das Angústias'.

A quinta original desapareceu na década de 1970 para dar lugar a um hotel, que o Governo Regional adquiriu em 1979. Nessa altura todos os restantes edifícios e jardins foram totalmente remodelados.

Em Maio de 1984 a 'Quinta Vigia' passou a ser a Residência Oficial do Presidente do Governo Regional. Oferece vistas panorâmicas maravilhosas sobre o porto e combina harmoniosamente árvores enormes, palmeiras, muitos espécimes da flora indígena, bem como plantas introduzidas e pássaros exóticos em seus jardins - um deleite para todos os amantes da botânica.

9. QUINTA DAS CRUZES JARDEN

No Jardim da Quinta das Cruzes, os visitantes podem admirar esculturas arqueológicas, incluindo uma lápide que, segundo a tradição, cobre os restos mortais de “Henrique o Alemão”. No centro do jardim encontram-se duas magníficas janelas manuelinas do século XVI esculpidas em basalto.

Pode ainda visitar a casa principal, que está ligada à figura de João Gonçalves Zarco, descobridor da Madeira e primeiro nomeado capitão do Funchal, a capela de Nossa Senhora da Piedade, o jardim arqueológico, um orquidário e várias espécies de canforas , palmeiras e eucaliptos australianos, entre muitos outros. No interior existe também um museu que pode visitar por 3 €.

10. MONTE MUNICIPAL PARK

O Parque Municipal do Monte, também conhecido por Parque Leite Monteiro, ocupa uma área de 26.000 m2 e situa-se na maior altitude de todos os parques municipais - entre 543 e 586 metros acima do nível do mar. A construção do parque começou em 1894 e a primeira fase foi concluída em 1899.
O local, que é coberto por muitas espécies indígenas e exóticas, incluindo algumas árvores centenárias, é refrescante e relaxante, em parte graças a um riacho que passa por ele e termina em uma cachoeira no extremo sul do parque. Os passeios pedonais que percorrem o parque são pavimentados com pequenas rochas basálticas ideais para agradáveis passeios.


ACESSE A PÁGINA INICIAL DO BLOG

© 2021 FEELING MADEIRA TOURS & WALKS